O Meu Primeiro Ano Em Artes

setembro 10, 2017

E já se passou o primeiro ano de faculdade, como o tempo nos escapa entre os dedos.
Este primeiro ano foi uma mistura de sentimentos: se por um lado passei a ir a Lisboa diariamente (coisa que sempre adorei fazer) e conheci pessoas novas, por outro tive aquela chapada da realidade - sendo esta realidade a de artes.

Estou em Audiovisual e Multimédia e garanto-vos que não é um curso mega artístico, pelo contrário, dá maior importância em aplicar os conhecimentos de acordo com mercado de trabalho.
É um curso cansativo, pois implica entrega de trabalhos quase todas as semanas. É um curso que pede que sejamos autodidatas. É um curso, que tal como em qualquer outra área de artes, é subjetivo. Digo isto porque uma das coisas que mais me custou este ano foi adaptar-me a toda a subjetividade de avaliação - coisa que nunca houve em humanidades: ou era ou não era e ponto.

É realmente frustrante trabalhar em artes por causa disso: uma pessoa pode adorar o teu trabalho, enquanto outra pode detestar completamente. Ser de artes é difícil. Estamos sempre sujeitos a uma possível rejeição. E esta foi a coisa mais importante que aprendi neste primeiro ano de faculdade. Se por vezes me apetece deitar tudo a perder e sair da faculdade, também sei que tudo aquilo que estou a passar serve para a minha educação e para o meu futuro como boa profissional.

Sendo que não era de artes e não tive aqueles três anos de habituação, este primeiro ano de faculdade foi particularmente duro para mim. Tive que andar psicologicamente a correr atrás de alguns conceitos artísticos ao mesmo tempo que tentava adaptar-me à vida de universitária.

No entanto, nem tudo é mau, claro. Uma coisa que posso culpar o curso - e as minhas queridas amigas - é a minha crescente sensibilidade ao design. Adoro embalagens e logotipos bem feitos, dou especial atenção a um bom design. Coisa que antigamente não acontecia.

Daqui umas semanas lá voltarei eu a apanhar o autocarro e comboio para a faculdade. Confesso que até já tenho certa saudade de acordar às quinze para às seis, naqueles dias em que entrava às oito da manhã. Desejem-me sorte!




You Might Also Like

13 comentários

  1. De facto artes tem sempre este lado subjetivo que faz com que uns odeiem e os outros amem e desistir nunca é o caminho, só tens de tentar focar-te na tua evolução pessoal e acreditar nas tuas capacidades. A mente humana é naturalmente criativa e curiosa e quando cultivada para isso, saem coisas brilhantes. Tens imenso potencial, vê-se tanto no blog como no canal, por isso continua!
    Beijinhos
    wallflowerbyines.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. És muito querida Inês! Artes é difícil mas se acreditarmos em nós apesar das opiniões negativas conseguimos criar coisas fantásticas! Como estou em Audivisual e Multimédia o canal e o blog estão diretamente ligadas ao meu curso e são, também, provas vivas de que conseguimos fazer coisas das quais nos possamos orgulhar!
      Muitos beijinhos e desistir nunca!

      Eliminar
  2. Uma área bem diferente da minha daí não ter uma opinião sobre. Mas uma coisa tenho a certeza, dá saudades do tempo de escola, até porque os anos cada vez mais passam "a correr" e essa vida de universitária passa mesmo rápido.
    Aproveita :)

    *XoXo
    Helena Primeira
    Helena Primeira Youtube
    Primeira Panos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já reparei nisso! Este primeiro ano passou num instante :o Temos que aproveitar ao máximo! Beijinho!

      Eliminar
  3. Tens saudades de acordado cedo para aquelas aulas das 8h? xd

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma ligeira saudade ahah deixa lá que daqui duas semanas a saudade passa xD

      Eliminar
  4. Não imagino a mudança que deve ser passar de Humanidades para Artes! Somos habituados a tantos cânones num, quando o outro é como dizes: muito subjectivo. No entanto, é um curso cujo conteúdo acho super interessante e espero que continues a retirar boas aprendizagens face ao design!

    Beijinho,
    Sacha, Rebel Yell

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até agora estou a gostar bastante do meu percurso, mesmo que atribulado! Estou a aprender coisas que nunca pensei vir a saber! Beijinhos!

      Eliminar
  5. Estou no 11°ano em Artes e tive o mesmo problema que tu, a subjetividade da Artes é una coisa muito dura e é uma das coisas que mais me preocupa em relação ao exame de Desenho, porque uma pessoa pode achar que os meus desenhos correspondem aos critérios e outros não, isto também acontece na própria disciplina e complicado porque pode mexer muito com a nossa confiança, pelo menos com a minha mexeu.

    Ass:Catarina Cardeira(isto só ficou como anónimo porque não tenho conta ��)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu percebo completamente e visto que não há uma resposta milagrosa para esta subjetividade, a única coisa que posso aconselhar é "dá o teu melhor"! Qualquer coisa pede para reverem o teu exame, que aí já será um outro professor 😊

      Eliminar
    2. Sim é verdade!! Mas sim o segredo dar-mos sempre o nosso melhor ��

      Eliminar
  6. Acredita, mesmo para quem vem de Artes - eu aqui! :p - a adaptação é sempre custosa! No entanto, gostanto daquilo que fazemos, é-nos muito mais fácil de enfrentar as angústias temporárias, trabalhando por momentos de maior felicidade e prazer!
    Sei que o ano já começou, mas nunca é tarde para desejar boa sorte, ehehe.

    Beijinhos,
    LYNE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não podia estar mais de acordo!
      Obrigada neste momento preciso de toda a sorte do mundo ahah
      Beijinhos 💕

      Eliminar